20 Abril · ISCTE – Grande Auditório

CONTEXTO

Em 2016, na Europa, perderam-se mais de 25.600 vidas em acidentes rodoviários, sendo que há estudos que apontam para que até 40% dessas mortes estejam relacionadas com deslocações de trabalho.

As implicações financeiras mais significativas para as empresas com os acidentes rodoviários de trabalho são, de longe, os custos de vária ordem (diretos e indiretos), não cobertos por seguros.

Na Europa, grandes e médias empresas e outras instituições, já reconheceram os benefícios da aplicação de políticas de segurança rodoviária, ao nível dos resultados de exploração, da melhoria das condições de trabalho dos colaboradores e da satisfação dos clientes.

 

· Com a publicação, em 2012, pela “ISO – Internacional Organization for Standardization”, de uma norma de gestão de segurança rodoviária, a Norma ISO: 39001 (Road traffic safety (RTS) management systems – Requirements with guidance for use), foi inscrita no PENSE 2020 uma medida para proceder à sua tradução e adaptação para português, uma vez que a sua integração no acervo normativo nacional poderia vir a constituir uma valiosa ferramenta para a redução da sinistralidade rodoviária em Portugal.

LER MAIS

Foi criada no âmbito do Instituto Português da Qualidade (IPQ), uma Comissão Técnica ad hoc de Normalização “CTA 37 – Gestão da segurança rodoviária nas organizações”, que concluiu essa tradução e adaptação em dezembro de 2017.

 

· Importa agora divulgar a referida norma pelas organizações públicas e privadas que interagem com o sistema de tráfego rodoviário, no sentido de incentivar a implementação de uma ferramenta que pode ajudar a reduzir e, em última instância, até a eliminar a incidência e risco de morte e de ferimentos graves, relacionados com acidentes rodoviários dos seus trabalhadores, em serviço ou durante deslocações de e para o trabalho.

 

· Os benefícios de implementação da Norma NP ISO 39001:2017, que já foi aplicada com sucesso em vários países, são inúmeros, tanto para os utilizadores das vias (condutores e peões) e veículos, como para empresas fabricantes de produtos, empresas de serviços e respetivas empresas de distribuição, empresas de transportes de mercadorias e de passageiros, como para entidades gestoras de vias (Municípios e outras).

 

· De destacar que a implementação da Norma permite às organizações públicas e privadas contribuir para a redução da sinistralidade rodoviária, apoiando a nível local a aplicação de medidas de Segurança Rodoviária, formatadas caso a caso (“taylor made”), para uma determinada organização com atividades e características específicas (número de trabalhadores; dimensão da frota; número, extensão e periodicidade das viagens efetuadas; número de acidentes; tipologia e quebra de produtividade; perfil dos condutores, etc).

 

· A norma constitui uma ferramenta de apoio às organizações para elaboração do seu Sistema de Gestão da Segurança Rodoviária (SGSR) com o objetivo de:

 

· Permitir a redução do número e gravidade dos acidentes ou dos potenciais acidentes;

 

· Permitir a redução do impacto económico e social associado aos acidentes rodoviários, nomeadamente, perda de vidas, dos custos com o absentismo, redução do número de feridos graves, custos associados à incapacidade temporária ou permanente dos recursos humanos e custos materiais vários;

 

· Permitir, à semelhança de outros Países, a redução de custos com seguros, por diminuição de risco associado;

 

· Contribuir para a melhoria da Responsabilidade Social;

 

· Permitir a redução do risco do levantamento de ações judiciais para imputação de responsabilidades;

 

· Dar maior confiança aos utilizadores /consumidores na seleção das empresas cujas frotas de veículos, estão abrangidas pela certificação nesta Norma;

 

· Permitir uma fácil  adaptação deste referencial normativo às empresas já certificadas pela NP ISO 9001:2015.

 

A versão portuguesa da norma ISO: 39001 foi editada pelo IPQ em 15/12/2017.

ADQUIRIR NORMA

PROGRAMA
14:00 – 14:30

Receção dos participantes  

14:30 – 14:45

Abertura e boas-vindas

Maria de Lurdes Rodrigues Reitora ISCTE
José Artur Neves Secretário de Estado da Proteção Civil

14:45 – 15:00

Introdução

Jorge Jacob ANSR | Mira dos Santos IPQ
Luísa Guimarães ACT

15:00 – 15:30

Sinistralidade rodoviária laboral em números

Carlos Lopes ANSR | Inês Gonçalves GEP – MTSSS
Vera Gaiola ACT

15:30 – 15:45

Apresentação da NP ISO 39001:2017

Isabel Seabra Presidente da CTA 37

15:45 – 16:00

Implementação da Norma em Espanha

Francisco Paz Pons Securidad Vial
Fátima Pereira da Silva Traffic Psychology International

16:00 – 16:20

Casos de boas práticas em Portugal  

José Alberto Oliveira APETRO
José Fernando Guilherme CTT

16:20 – 16:40

Coffee-Break

 

16:40 – 17:45

Mesa Redonda

Benefícios da aplicação da Norma nas organizações

 

A Atividade seguradora, parte interessada na implementação da Norma?

 

Como fazer a divulgação? Aplicar a Norma nas organizações?
Promover a sua certificação?

 

Moderador: Jorge Jacob ANSR

João Cardoso LNEC e Perito da ETSC | Arnaldo Oliveira ASF
Paulo Figueiredo APS (Fidelidade) | José Trigoso PRP
João Queiroz AUDAX-ISCTE | Jorge Marchante SGS

 

17:45 – 18:00

Debate

 

18:00

Encerramento

INSCRIÇÃO

20 Abril · ISCTE – Grande Auditório

CONTACTOS

ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa
Av. das Forças Armadas, 1649-026 Lisboa

 

Informações
213 559 015 | info@dicasepistas.pt

www.ansr.pt